Horário Eleitoral destroi audiência da Record e TV paga cresce 140%

Sky to create 1,000 jobsO tão temido horário eleitoral gratuito da TV chegou, e veio fazendo um estrago enorme no quesito audiência para TVs abertas. Enquanto a audiência  cai para emissoras brasileiras abertas, as TVs pagam são as grandes conquistadoras de audiência veja:

No ar das 13h às 13h50 e das 21h30 às 20h20, a estreia da propaganda política gratuita na faixa nobre provocou uma migração de audiência para a TV paga sem precedentes.

Na primeira faixa de horário eleitoral, das 13h às 13h50, os canais pagos cresceram cerca de 140% em audiência. Passaram de 3,7 pontos (dia 12) para 8,9 pontos (dia 19). Nesse horário, os canais pagos somados tinham mais audiência que a Globo, que marcou 5,9 pontos. Cada ponto equivale a 65 mil domicílios na Grande São Paulo.

A soma de audiência dos canais pagos na faixa noturna foi de 9 pontos (dia 12), para 16,4 pontos (dia 19): um crescimento de 82% de audiência.

Nem os maios otimistas na TV por assinatura esperavam uma migração de público tão grande no primeiro dia, quando muita gente ainda está curiosa para conhecer os candidatos na TV.

Na faixa noturna, a Record perdeu 40% de seu público durante o horário eleitoral. A Globo caiu 27%, e o SBT, 28%.

O número de televisores ligados na faixa foi de 63,1% para 59,5%, índice que tende a cair mais no decorrer da semana.