Homem quebra vidraça de prédio da Record

Em Campos dos Goytacazes, estado do Rio de Janeiro. um homem identificado como Miguel, de 43 anos, foi ao prédio de uma das afiliadas da Rede Record porque queria que a emissora fizesse uma reportagem sobre o seu filho, que está preso numa penitenciária do estado e, que teria sido detido de forma arbitrária, violenta, e sem provas.

Ele não convencer com a sua história aos funcionários da afiliada. Revoltado, Miguel foi até a fachada do prédio e começou a depredar o local, estilhaçando vinte e duas vidraças do prédio.

O homem acabou sendo detido e indiciado por dano, mas já foi liberado. A Rede Record emitiu uma nota de repúdio ao ocorrido.

Um fato inusitado ocorreu na última terça-feira (21). Um homem acabou preso após quebrar vinte e duas vidraças da sede de uma das afiliadas da Record.  O caso aconteceu em Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro. Miguel, de 43 anos, foi à emissora porque queria que a mesma produzisse uma reportagem sobre o seu filho, que está preso numa penitenciária do estado e, segundo o pai, foi detido de forma arbitrária e sem provas.  Ao não conseguir convencer funcionários do canal, o homem se revoltou, foi até a fachada do prédio e com o auxílio de uma machadinha começou a depredar o local, estilhaçando as vidraças.  Segundo o jornal “Terceira Via”, Miguel acabou sendo detido e indiciado por dano, mas já foi liberado. A Record emitiu uma nota oficial de repúdio ao ato.

Homem revoltado quebra vidraças com machadinha