Governo anuncia corte de verbas à Rede Globo e Editora Abril

Dilma Rousseff em debate da Globo (Foto: Divulgação)

Dilma Rousseff em debate da Globo (Foto: Divulgação)

O Governo não está nada satisfeito com as notícias sobre a real situação do Brasil que vem sendo mostrada pela Rede Globo e pela Editora Abril, por meio da Revista Veja. De acordo com o Portal Metrópole, foi anunciado oficialmente o corte de verbas para esses dois grupos.

Internamente, a presidente Dilma Rousseff teria dito: “Não compactuamos com mentirosos”, disse ela, sobre as notícias contra o seu governo. Em um trecho da publicação, o autor afirma: “cortes dessa magnitude podem ser um tiro certeiro naquilo que chamamos hoje em dia de ‘mídia golpista'”.

E ainda explica: “A editora Abril e a Globo vão começar a se preocupar com outros meios de comunicação do grupo, que podem ser atingidos com essa restrição de anúncios. O PT já deixou bem claro que a revolta não é pelas denuncias, mas sim por divulgá-las sem aval da Policia Federal e sem provas concretas”.

Ao invés de resolver a situação das “acusações sem provas” na justiça, o governo achou por bem partir do corte de verbas estatais. Vale lembrar que órgãos a favor do governo continuam recebendo as verbas estatais e praticando outros assassinatos de reputação, quase sempre sem alguma prova.

E a publicação do portal, órgão petista, continua: “Três grandes estatais colocaram mais de 250 milhões de reais inserções na Globosat no ano de 2013. Se o governo federal cortar “por ai” , a oposição midiática vai perceber que essa historia de malhar a Dilma Rousseff é um horrendo e amargo negócio”, afirma.