Rede Globo: Veja o que bombou na TV em 1978

dancinBoogie Oogie estreou, na segunda-feira, 04, trazendo de volta toda a badalação que marcou a década de 70. A trama se passa em 1978, ano que teve muitas estréias e momentos marcantes na TV. Que tal lembrar o que bombou nessa época na Rede Globo?

1 – Quem matou Salomão Hayala?

Ao longo de cinco meses em 1978, Francisco Cuoco viveu Herculano, e o Brasil ficou na expectativa de descobrir quem havia matado Salomão Hayala (Dionísio Azevedo) no sucesso O Astro, de Janete Clair. No último capítulo da primeira versão da novela, exibido em 8 de julho, o mistério chegou ao fim. Felipe Cerqueira (Edwin Luisi), o amante de Clô (Tereza Rachel), mulher de Salomão, revelou ser o assassino do grande empresário.

2 – Abra suas asas, solte suas feras

Com o fim de O Astro, outro clássico estreou na telinha, a novela Dancin’ Days. Exibida a partir de julho de 1978, a história de Júlia (Sônia Braga), uma ex-presidiária que queria reconquistar a filha criada pela irmã Yolanda (Joana Fomm), virou tendência! Meias de lurex, as discotecas e a música de abertura na voz do grupo As Frenéticas se tornaram ícones da década.

3 – A estreia de Maneco

Antes de Helena veio Maria. Ou melhor, duas Marias! Manoel Carlos fez sua estreia como autor de novelas em 1978, com Maria, Maria, trama exibida às 18h, com Nívea Maria em papel duplo: as irmãs gêmeas bem diferentes Maria Alves e Maria Dusá

4 – Juventude na TV

Exibido nas noites de quarta-feira, o seriado Ciranda Cirandinha mostrava como eram os jovens da década de 70. Uma das estrelas do programa, Fábio Jr. ainda era um jovem em início de carreira. Ao lado dele, Lucélia Santos, que já havia brilhado na TV em 1976 na novela Escrava Isaura

5 – Susana Vieira fazendo biquinho

Parceiras de cena em Amor à Vida, Susana Vieira e Nathalia Timberg já contracenaram antes, vivendo as rivais Marina e Juliana na novela A Sucessora, trama de Manoel Carlos na faixa das 18h. Sucesso de audiência, começou a ser exibida em outubro 1978.

6 – Esquentai vossos pandeiros

Betty Faria virou apresentadora em 1978 e aparecia uma vez por mês na TV à frente do programa Brasil Pandeiro, que resgatava o teatro de revista e grandes sucessos da música brasileira. Responsável pelo texto do programa, o jornalista, compositor e produtor musical Ronaldo Bôscoli.