Globo cria programa para revelar novos talentos como apresentadores

A Globo até hoje se arrepende de não ter dado a oportunidade que Rodrigo Faro, na época em que era ator, pedia para ser apresentador e eles lhe negavam, e desde quando a Record lhe cedeu esta “dádiva”, ele é um dos maiores apresentadores e animadores da atualidade televisiva.

Para não repetir o erro, de acordo com o colunista Daniel Castro, os globais colocaram o diretor Boninho no cargo de produzir um projeto para a faixa em que atualmente é exibido a ‘TV Globinho’, das 9h as 12h e nele, está sendo planejado que seja um horário para revelar futuros grandes apresentadores, visando uma possível aposentadoria de grandes nomes que ao passar do tempo ficam mais velhos e desgastados, e o medo se torna ainda maior caso não exista um substituto.

Com a intenção de acabar com futura dor de cabeça, nomes como o ator Ricardo Pereira serão colocados como ancoras da atração matinal. Zeca Camargo e Patrícia Poeta também estarão, mas não como peças fixas e sim como “coadjuvantes” em meio a todo esse teste. O programa servirá como uma escola, e poderia estrear no segundo semestre, mas do jeito que as coisas estão no âmbito econômico no país, pode ficar para o próximo ano.

O ator é português, e nem tem mais sotaque de Portugal, já parece ser brasileiro e foi uma aposta curiosa e inesperada a mando do próprio diretor da Globo, para criar uma "escola" que sirva para revelar talentos como apresentadores.  (Imagem: Divulgação)

O ator Ricardo Pereira é português, e nem tem mais sotaque de Portugal, já parece ser brasileiro e foi uma aposta curiosa e inesperada a mando do próprio diretor da Globo, para criar uma “escola” que sirva para revelar talentos como apresentadores.
(Imagem: Divulgação)