Globo cresce 37% em audiência com a Copa do Mundo no Brasil

Rede Globo Logo

A Copa do Mundo de 2014 teve mais audiência do que a da África do Sul e rendeu à Globo um crescimento de 37% na medição domicilar do Ibope (que não considera bares e praças). Segundo dados consolidados, os jogos do Mundial na Globo registraram média de 23,5 pontos no PNT (Painel Nacional de Televisão), 6,4 superior à média da faixa horária e 2,1 a mais do que a edição de quatro anos atrás. Cada ponto equivale a 217 mil domicílios ou 641 mil telespectadores nas 15 maiores metrópoles do país.

O número de televisores ligados na Globo nesta Copa também superou o da edição anterior: de 40,8% em 2010 para 49,1% em 2014, aumento de 20%. Brasil x Croácia, jogo de abertura do Mundial, teve 72% de participação. Na final entre Alemanha x Argentina, seis de cada dez TVs estavam sintonizadas na Globo.

Na Band, as duas Copas tiveram mesma média no PNT (4,1), porém em relação à faixa horária a emissora cresceu 58%. Antes do Mundial, registrava 2,6 pontos.

Das quatro principais emissoras, a Record foi a que mais caiu: de 6,9 para 5,4 durante, queda de 22%. Empatou com o SBT, que cravou 5,0 pontos na Copa, contra 5,4 no período anterior.

Os OCNs (Outros Canais), que englobam canais pagos, UHF e de circuito interno, também perderam público, de 12,1 para 11,1.

Em São Paulo, principal mercado do país, a Globo cravou 20,0 pontos, acréscimo de (31%) em relação ao horário. Na comparação com 2010, oscilou apenas 0,8 ponto.