Globo corta dois beijos entre homens em Império

Novela que estar deixando todos hipnotizados

Novela que estar deixando todos hipnotizados

Em pouco mais de uma semana, a Globo deixará de exibir duas cenas de beijo gay na novela Império. No capítulo desta segunda (4), os personagens de José Mayer (Cláudio) e Klebber Toledo (Leonardo) se beijariam durante uma “discussão da relação”. O beijo, segundo a Globo, foi cortado pelo próprio autor, Aguinaldo Silva. Um novo beijo entre os dois está previsto para a terça-feira da semana que vem. O beijo até acontecerá, mas o público não verá. O segundo beijo foi cortado por “consenso”, diz a emissora.

Na cena do próximo dia 12, Cláudio e Leonardo estarão em um local público. Eles discutirão sobre o fim do relacionamento, já que Cláudio está sendo perseguido pelo blogueiro Téo Pereira (Paulo Betti) e não quer que sua bissexualidade venha à tona. Sem perceber que está sendo seguido (e fotografado) por Érika (Letícia Birkheuer), Cláudio se desespera com o sofrimento do amado e dá-lhe um beijo de “cinema” no meio da rua, como prova de que ainda o ama.

A cena será registrada por Érika, e Téo não pensará duas vezes antes publicar a imagem em seu blog campeão de cliques. Enquanto se beijam, um grupo de adolescentes ofenderá os gays, com gritos de “viados” e “baitolas”.

A idéia original era mostrar o beijo para o telespectador, mas somente Érika e os três rapazes homofóbicos a verão. A Globo confirma o corte. “A novela aborda o conflito de um personagem que mantém uma vida dupla e não consegue se assumir publicamente. Como a discussão não está na intimidade dos personagens, houve consenso em não ter um beijo na realização da cena”, justifica a Comunicação da emissora.

O beijo de hoje, de fato, não faz a menor diferença na cena. Seria apenas uma demonstração de carinho. Cláudio dirá a Leonardo que terá de deixar de vê-lo por uns tempos. No meio do diálogo, o beijaria. Já o beijo da terça que vem, 12, tem sérias consequências: ele escancará publicamente a homossexualidade de Cláudio, uma figura respeitada na sociedade carioca retratada em Império.

A reação da Globo aos beijos de Império mostra que a emissora evoluiu ao quebrar o tabu do beijo gay em Amor à Vida. Mas não quer abusar, tornar o beijo entre homens e mulheres tão corriqueiro quanto os dos casais heterossexuais. A emissora não quer melindrar a Igreja Católica e a audiência evangélica.