Geraldo Luís compara Roberto Bolaños a Chico Anysio e diz que Brasil não valoriza seu artista

Geraldo Luís falou sobre o talento de Roberto Gómez Bolaños, criador de “Chaves” e “Chapolin”, e o comparou a Chico Anysio no início da tarde deste domingo (30). Segundo o apresentador da Record, o Brasil não valoriza o artista, que precisa morrer para ter nome.

“Independentemente de emissora, esse personagem fez parte da vida de milhões de pessoas. No Brasil, o ‘Chaves’ sempre foi muito forte. E o que a gente está vendo aqui é uma verdadeira comoção”, disse Geraldo Luís durante o seu programa a Record.

“Não é com a morte que o sucesso de ‘Chaves’ irá acabar, porque isso se eterniza. Como foi o Chico Anysio aqui no Brasil. É que o Brasil não valoriza artisticamente as pessoas. Têm que morrer para ter nome. Mas Chico Anysio também foi um grande gênio”, completou.

“O grande sucesso [de ‘Chaves’ e ‘Chapolin’] é a simplicidade, coisa que não existe mais na televisão. Hoje querem fazer produções ‘hollywoodianas'”, analisou Geraldo no Domingo Show.

Geraldo Luís tem o que comemorar desde que foi transferido para o domingo não desconhece as derrotas.