George Clooney se afasta do cargo de mensageiro da paz da ONU

O ator George Clooney demitiu-se do cargo de “Mensageiro da Paz” da Organização das Nações Unidas, afirmou a ONU nesta segunda-feira, sugerindo que o ator não teve tempo suficiente para a missão de promover os esforços de manutenção de paz da entidade pelo mundo.
“Depois de seis anos nesta função, o senhor Clooney sente que é hora de se aposentar do seu papel oficial de Mensageiro da Paz”, afirmou a porta-voz da ONU Stephane Dujarric, desejando boa sorte a Clooney em seu noivado com a advogada de direitos humanos Amal Alamuddin.
Como um mensageiro da paz, Clooney viajou para a República Democrática do Congo e ao Sudão do Sul. Dujarric disse que o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, espera que haja futuras oportunidades de colaboração entre Clooney e a organização.
Em 2010, Clooney ajudou a fundar o Projeto do Satélite Sentinela, que acompanha os abusos de direitos humanos e atrocidades generalizadas no Sudão. “Aposentar-se do seu papel da ONU vai dar a ele independência para avançar com este e outros projetos e atividades de engajamento pessoal”, disse Dujarric.
Quando Clooney foi nomeado Mensageiro da Paz das Nações Unidas em 2008, Ban citou o seu trabalho na conscientização sobre a violência na região dilacerada de Darfur, no oeste do Sudão, para onde tentava mobilizar ajuda a milhões de pessoas desabrigadas pelo conflito. (Agência Reuters)