Felipe Andreoli a Band não tem dinheiro para nós viajar por isso cobrimos o Corinthians

O jornalista e repórter do “CQC”, Felipe Andreoli, falou das dificuldades que sofre fazendo as matérias esportivas do programa semanal da Band. Em entrevista para o “Bate-Bola – 1ª edição”, da ESPN Brasil, Andreoli disse que o “CQC” não tem muito orçamento para viajar o Brasil inteiro e explicou porque a atração cobre tanto jogos do Corinthians: “A galera fala muito que o ‘CQC’ só cobre o Corinthians, mas é que a gente não é a Globo, a gente é a Band e não tem dinheiro pra ficar viajando pra fazer jogo do Cruzeiro, do Bahia. Gostaríamos. A gente vai a bastante clube, quando dá, mas tem time… O Flamengo, por exemplo, dificulta a entrada do ‘CQC’ em qualquer tipo de evento e não deixa a gente fazer as entrevistas coletivas. É uma determinação da assessoria do Flamengo”.

Andreoli também disse qual foi a maior “bola fora” que já deu na carreira: “Uma das maiores invertidas que eu tomei foi numa coletiva, quando Oswaldo de Oliveira era técnico do São Paulo. Era ‘abelha’ da TV Cultura e lá, de vídeo repórter, segurando a câmera e perguntei pra ele ‘o que faltou para o São Paulo ganhar’, e ele falou: ‘fazer mais um gol’. Pensei em umas 30 respostas para dar pra ele, mas não consegui. Fiquei quieto”.

Nesta temporada, o “CQC” tem marcado suas médias normais, entre 3 e 4 pontos no Ibope, brigando pela terceira colocação de audiência.