Felipe Andreoli afirma: “Nunca me considerei humorista”

Os efeitos do calorão em São Paulo são o tema da reportagem de estreia de Felipe Andreoli no “Encontro com Fátima Bernardes”. A pegada da matéria, muito provavelmente, é a do humor — estilo que Felipe desenvolveu ao longo dos seis anos que passou no “CQC”, da Band. O jornalista diz que não terá dificuldades com a mistura entre entretenimento e jornalismo que marca a atração comandada por Fátima.

“Nunca me considerei humorista, minha formação é de jornalista. Meu desafio era sempre puxar a coisa para o humor. Hoje a descontração é parte do meu estilo de fazer jornalismo. Acho que a adaptação vai ser tranquila, o “CQC” me deu experiência para fazer desse jeito leve”, lembra em entrevista ao jornal O Globo.

Andreoli diz que a mudança para a Globo dá a mesma sensação de “trocar de escola”: “você não sabe direito onde são os lugares, precisa de ajuda para tudo”. Para ajudar na adaptação, ele conversou com a ex-colega de “CQC”, Monica Iozzi, que está em “Alto Astral”: “A Monica é muito minha amiga, temos estilos parecidos. Já conversei com ela, perguntei como é o astral, e ela está adorando. Eu já fui um dia ao Projac assistir ao programa ao vivo e todo mundo me recebeu super bem. É difícil, quando você vai para uma emissora desse tamanho você fica com medo de como vai ser o clima. E foi ótimo”.

O jornalista Felipe Andreoli tem contrato de 3 anos com a Globo dividido com o SporTV.

Felipe Andreoli começa a trabalhar neste mês na Globo (Foto: Reprodução)

 (Foto: Reprodução)