Faustão não sou racista desabafou hoje no seu programa sobre o cabelo de bruxa

O apresentador Fausto Silva desabafou em seu programa, na noite de hoje (27), por causa da repercussão de seu comentário no domingo anterior (20), quando disse que uma dançarina da cantora Anitta tinha “cabelo vassoura de bruxa”. O apresentador respondeu às críticas de que teria sido racista.

“Brinquei falando que o cabelo era estilo ‘vassoura de bruxa’ porque era um cabelão vermelho. Algumas pessoas que querem transformar a internet em penico começam a achar que aquilo foi racismo. Absolutamente. Até porque ninguém mais do que eu, ao longo desses últimos 30 anos, fala quase todo domingo que caráter, competência e talento não têm nada a ver com a cor da pele, orientação sexual, opção religiosa, ter ou não ter dinheiro ou partido político”, afirmou Faustão.

O apresentador também citou que brinca com dançarinas negras de seu programa e que mais da metade de sua equipe é formada por negros. “Trabalha comigo gente da raça negra mais da metade. Gente com 10, 20 anos [de Globo]. Acha que se eu tivesse esse comportamento essa gente estaria comigo?”, desabafou o apresentador.

Por fim, Faustão citou o humorista Fábio Porchat e disse que o Brasil “está perdendo a graça”. “Esse país já está perdendo a graça, a alegria por muitos problemas sérios. Então não vem fazer palhaçada por coisa que não tem”, disse Fausto Silva.

No domingo passado (20), Faustão disse que Arielle Macedo, dançarina de Anitta, tinha “cabelo vassoura de bruxa”, durante a participação da cantora no quadro Entregação. O comentário revoltou usuários de redes sociais e ativistas da igualdade racial, que exigiram a retratação do apresentador em seu programa.

Em seu perfil no Facebook, Arielle Macedo, que usa cabelo estilo black power ruivo, agradeceu o apoio dos telespectadores e disse ter se ofendido com o comentário do apresentador da Globo. “Se me ofendi? Claro. Apelidos são o que mais recebo por aí”, escreveu a dançarina, que na sequência apagou o texto de sua rede social.

Para a Globo, Fausto Silva não teve a intenção de “diminuir ou ofender” a baliarina. “O apresentador sempre foi conhecido pelo seu bom humor e sua irreverência. Durante todos esses anos, seu programa ajudou a divulgar campanhas e ações pautadas na ética, na promoção e no respeito à diversidade. E sempre repudiou qualquer ato de racismo ou discriminação