Ex-“CQC” critica direção da Band e afirma: “Uma facada nas minhas costas”

Demitido do “CQC” no fim do ano passado, Ronald Rios fez um novo desabafo contra a Band na noite desta segunda-feira (19). Essa é a segunda vez que o humorista demonstra sua indignação contra a antiga casa em menos de um mês.

O repórter que ficou sabendo de sua demissão do humorístico pela internet, disse que “não ficou puto” e que “abraçou a demissão como uma chance de recomeçar a vida”.

“Entrei no CQC, fiz umas matérias boas, umas matérias engraçadas de verdade, me envolvi numas confusões com políticos, seguranças, policiais, cobri Eurocopa, Copa do Mundo. Até interpretei um diálogo de Pulp Fiction, em português, com o Samuel L. Jackson. Enfim, foi irado. Foi uma série de grandes experiências.”

Ele relatou que não ficou preocupado quando começou a sair na imprensa as primeiras notícias sobre sua demissão: “Em vez de ficar p… (sic), eu abracei isso como uma chance de recomeçar a vida. Três anos é muito tempo”.

Ronald Rios revelou que sente uma mágoa da Band por conta da edição do especial de um ano do “CQC”. Ele não gostou e na ocasião reclamou nas redes sociais quando viu que sua reportagem, na Faixa de Gaza, ficou fora do especial: “Mais da metade do que passou no especial não serve nem pra limpar o c… do meu cachorro. Eu fiquei de fato bem p…! Foram cinco dias em Israel, mais quatro dias em Gaza. Em Gaza, eu vi bomba caindo a três, quatro quadras perto de mim.”

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação