“Eu gostaria que ele se libertasse dessa ambição”, diz Caio Blat sobre José Pedro

caio blat

Foto: Divulgação

Por trás da máscara da arrogância, se esconde um homem carente. Pelo menos essa é a leitura que Caio Blat faz do seu personagem em “Império”, José Pedro, que, visto sob um olhar menos apurado, tem ares de vilão. “Ele é um homem fraco, manipulado pela mãe (Maria Marta, vivida por Lilia Cabral), afirmou em entrevista ao jornal Extra.

Caio afirma que gostaria de ver José livre de ambição ao fim da trama: “Eu gostaria que ele se libertasse dessa ambição, dessa carência e se tornasse um homem mais seguro. Existe dentro do Zé Pedro o desejo de se ver livre da loucura da família. A única saída que ele tem é virar homem, enfrentar a mãe e cuidar da mulher dele. Vamos ver se ele vai ter peito para isso”.

Mantendo-se fiel à defesa do personagem, Caio aposta que os embates de José Pedro com o Comendador são fruto de um amor que ele julga não ser correspondido. “Dos filhos, o José Pedro é o que mais tem admiração pelo pai. Ele queria ser como o pai, mas não consegue ser um homem poderoso, influente. O José Pedro desafia o pai como uma forma de querer o seu amor, a sua admiração. Como ele deve ter crescido duvidando do amor do pai, não consegue se libertar dessa situação infantil, de precisar da aprovação total da mãe”, comenta.