Especial onde homem é “engolido” por cobra, é visto por 4,1 milhões de espectadores nos EUA

Uma das principais apostas do canal Discovery Channel para este segundo semestre, foi o especial “Eaten Alive”, onde um homem seria engolido vivo por uma cobra gigante. A atração, que foi ao ar no último domingo (07), foi visto por 4,1 milhões de telespectadores nos Estados Unidos.

O número dá ao programa, o título de atração de natureza, mais visto desde “Life”, que estreou nos Estados Unidos em 2010, e foi visto por quase 12 milhões de telespectadores.

Apesar da alta audiência, “Eaten Alive” causou polêmica e decepcionou os espectadores. Fora a questão de algumas ONG’s, que protestaram contra os possíveis maus tratos ao animal, o fato foi que o explorador Paul Rosolie não foi engolido pela cobra, como vinha sendo anunciado pela Discovery. É isso mesmo! Por questões de seguranças que teriam sido ordenadas por ele, o explorador teve apenas parte da sua cabeça engolida pelo animal. Segundo consta, Paul afirmou que não se sentiu seguro para realizar tal ato, e que sentiu um de seu braços começar a quebrar na medida em que deu início ao desafio com a cobra.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)