Emissoras dedicaram mais tempo a morte de Cristiano Araujo do que a de Eduardo Campos

No último dia 24 de junho, morreu o sertanejo Cristiano Araújo e por se tratar de uma figura conhecida e que estava no auge da sua carreira a mídia deu um grande destaque a ao fato, com foco para a TV aberta que a todo momento trazia flashs, para atualizar sobre o caso, além de algumas atrações que não foram o ar para dar espaço ao jornalismo.

Um fato curioso levantado pela veja é que a morte do sertanejo teve mais repercussão que a morte do político Eduardo Campos que morreu no dia 13 de agosto de 2014 após o jatinho que estava cair matando ele e mais seis pessoas em Santos-SP, lembrando que na época Eduardo Campos era candidato a presidência da república.

Pra se ter uma ideia o tempo que as emissoras de TV destinou a falar da morte do político foi ligeiramente menor que a do sertanejo. Segundo a Veja, Pra falar da morte do político as emissoras destinaram Globo, Record, SBT, Band e Rede TV! dedicaram 27 horas à morte do cantor sertanejo. Destaque para a Record com mais de 12 horas e a Globo, com 4h e 53 minutos.

Em agosto de 2014, a morte de Eduardo Campos teve espaço de 24 horas na grade das mesmas cinco emissoras. Na ocasião, a Record também liderou a cobertura com mais de 6 horas dedicadas ao tema.

(Foto: Montagem/Fanweb)

(Foto: Montagem/Fanweb)