Em entrevista Ronaldo diz que tem descer o cacete em vândalos na Copa

Ronaldo fala sobre protestos: "Acho que tem que baixar o cacete nos vândalos" (Foto: Alice Vergueiro / Futura Press)

Ronaldo fala sobre protestos: “Acho que tem que baixar o cacete nos vândalos” (Foto: Alice Vergueiro / Futura Press)

Membro do Comitê Organizador Local (COL), o ex-jogador Ronaldo participou nesta quinta-feira de uma sabatina promovida pelo jornal “Folha de S. Paulo”, na qual conversou sobre diversos assuntos. Dentre eles, falou sobre Copa do Mundo, protestos e afirmou que é preciso “baixar o cacete” nos vândalos. O Fenômeno se refere aos confrontos que têm acontecido em manifestações pelo país, desde junho do ano passado, quando a população de várias cidades foi às ruas. Em muitas ocasiões, policiais e manifestantes entraram em choque, resultando em muitos feridos e depredações.
– Sobre os vândalos, acho que tem que baixar o cacete neles, tirá-los da rua, prendê-los.
Muito criticado por ter dito que Copa do Mundo não se fazia com hospitais, ao defender as obras para a competição no Brasil, Ronaldo defendeu os protestos, mas fez sua ressalva.
– Os protestos são sempre válidos. Os protestantes que vão às ruas exigir as coisas que a população tem direito. Mas no momento que tem vândalos mascarados, a polícia tem que conter. Acho que o povo brasileiro está em um momento de exigir coisas em diversos setores. Só que parece que acordou todo mundo e tem muitas opiniões soltas e um pega do outro e ninguém sabe para onde ir.

Veja abaixo outros trechos da sabatina.
Flamengo ou Corinthians?
“Eu sou flamenguista e corintiano. Eu gosto dos dois. Talvez um pouco mais do Corinthians, porque eu joguei lá, e no Flamengo, não. Nunca recebi convite para jogar pelo Flamengo. Mas não tenho mágoa (do Flamengo)”.
Romário
“O Romário? Não tenho nada a dizer. Não tenho nenhum comprometimento com o Romário. Espero que ele faça o papel dele como deputado, fazendo o que deve ser feito. Eu faço a minha parte. Mas eu não votaria nele (Romário)”

Declarações polêmicas
“A culpa não é minha se aqui no Brasil não temos hospitais decentes. Eu já levei muita porrada”.
Houve corrupção nas obras da Copa?
“Não sei. Se faltou controle, faltou dos órgãos competentes. Tem que ver os responsáveis”.
Fifa
“Acho que a Fifa não vai querer fazer outra Copa aqui. Vai ficar traumatizada”.
Chances do Brasil
“Acho que temos mais possibilidade de ganhar a Copa hoje do que em 2002. Acho que estamos muito bem. Temos uma oportunidade ouro. Temos uma seleção equilibrada. O Neymar é um garoto fantástico, grande esperança de gols. E estamos jogando em casa. Eu podia ser um pouco mais novo, ter uns quilos a menos (para jogar)…”
Neymar
“Achei a primeira temporada dele no Barcelona muito boa. Não é fácil ser destaque com o Messi do lado. Acho que o Neymar vai ser o melhor jogador do mundo em um ano ou dois. Se o Brasil ganhar a Copa, e o Neymar for o melhor jogador, em janeiro ele será o melhor do ano”.

 G1