Em entrevista, Rachel Sheherazade confirma que houve “censura” de diretor do SBT

Apesar de não ter gostado da forma em que a notícia foi proferida, a jornalista e apresentadora do ‘SBT Brasil’ voltou atrás e confirmou o fato em que um diretor teria censurado sua expressão facial após uma matéria exibida no telejornal. De acordo com ela, não houve expressão facial nenhuma, e, realmente Marcelo Parada teria falado com ela no ponto eletrônico para que não fizesse mais isto.

Com moral por lá, em entrevista ao IG afirmou que contestou a ordem e que só iria obedecê-la caso tivesse feito realmente um olhar de que não teria gostado de uma matéria sobre adolescentes no mundo do funk e quem teria ordenado o que Parada contestou e completa que “Não houve discussão” e ainda afirma que não consegue “ser um robô no ar, destituída de emoção” pois é “jornalista por formação” e não consegue ser uma mera leitora de teleprompter.

Sou uma pessoa muito transparente e as pessoas percebem facilmente minha indignação, meu sofrimento, meu humor, minha ironia, minha solidariedade. O meu olhar fala, meu silêncio, meu suspiro… Tudo em minhas expressões fala por mim […] Perguntei ao diretor de jornalismo de onde partira a ordem para que eu fosse impedida de me expressar e ele não me informou. Apenas pedi que ele me mandasse a determinação por escrito. Não trocamos gritos nem ameaças […] Espero que o diretor Marcelo Parada volte atrás em sua decisão pois acho que o público dos telejornais merece mais que um robô programado apenas para ler“, disse Sheherazade que não gostou nada de ter sido censurada e botou “a boca no trombone”.

Ela tem moral porque é protegida do patrão, e não admitiu ser censurada mais uma vez. (Imagem: Divulgação/SBT)

Ela tem moral porque é protegida do patrão, e não admitiu ser censurada mais uma vez.
(Imagem: Divulgação/SBT)