Elizabeth Jihn volta para salvar Globo de crise

Produzida para o horário das seis, novela substitui "Sete Vidas"

Produzida para o horário das seis, novela substitui “Sete Vidas”

A Rede Globo deu o pontapé inicial na produção de um dos seus próximos folhetins, desta vez é a história de Elisabeth Jihn, começar a ganhar forma nos bastidores do Projac, provando mais uma vez a organização militar da emissora carioca, já que a telenovela só estreia em agosto de 2015, ou seja daqui mais de um ano.

Crise toma conta da faixa das seis desde o fim de “Flor Do Caribe” (2013) de Walter Negrão, horário para o qual Jihn é experiente e escreveu os sucessos “Escrito Nas Estrelas” (2010, cotada como uma das próximas reprises do “Vale A Pena Ver de Novo”) e “Amor Eterno Amor” (2012), ambas com temática espírita.

Tendo em Carol Castro e Mariana Rios os primeiros nomes confirmados, história gira em torno da cabala, perdão, reencarnação e vingança marcas registradas da novelista ao longo de sua carreira.