Depois de uma reunião tumultuada Rodrigo Faro ameaça sair da Record

Em uma reunião com o bispo Marcelo Silva, vice-presidente artístico da Record, o apresentador Rodrigo Faro foi informado ontem (22) de que seu programa mudará de nome, terá novo diretor-geral e será quase todo gravado no Rio de Janeiro, o que implicará a troca quase total da equipe de produção.

Logo após a reunião, Faro convocou a produção, que tem mais de 30 profissionais, e afirmou que pode deixar a emissora. “Eu não vou aceitar [as mudanças]”, disse Faro à sua equipe. O apresentador argumentou que seus colaboradores até agora “só roeram o osso” e que não admite ter de trocar a equipe agora que a emissora irá investir no programa, que perdeu audiência ao migrar dos sábados para os domingos e tem ficado atrás de Eliana, do SBT.

Na reunião com a produção, Faro, que tem contrato com a Record até 2017, disse que contestou as mudanças diante do bispo Silva. Ele teria dito ao vice-presidente que irá deixar a Record caso as mudanças sejam implantadas. Ao ser perguntado pelo bispo para onde iria, teria respondido: “Para minha casa em Miami”.

Notícias da TV ouviu a mesma versão do relato de Faro de várias pessoas que estavam na reunião. O apresentador não foi localizado hoje. Ele viajou para Angra dos Reis após a reunião com a equipe. A Record não comentou.

A Record pretende deixar apenas uma base de produção do show de Faro em São Paulo. A emissora alegou ao apresentador que os estúdios do RecNov, no Rio, estão ociosos e têm melhor estrutura para gravar três novos quadros que irão estrear nos próximos meses. A parte de auditório também será feita no Rio.

Semana tensa

As mudanças no programa de Faro são a segunda grande intervenção da cúpula da Record nas produções nesta semana. Na segunda-feira (20), a emissora anunciou internamente que Vildomar Batista voltará a dirigir o Hoje Em Dia, no lugar de Bruno Gomes, que ficará apenas com o Programa da Tarde. Os dois diretores se detestam, e uma lista de demissões é aguardada para esta sexta-feira.