Dedé Santana se sente menosprezado pelas emissoras de TV

Ex-Trapalhão Dedé Santana, 78, abriu o coração e desabafou que se sente esquecido pela televisão. “Gostaria de estar mais ativo na televisão. Falo com minha mulher: se ficar em casa, fico velho. Sinto que só vão me homenagear só quando eu morrer. O ‘Vídeo Show’ começou a fazer uma calçada da fama e nunca me convidaram. Nem o Faustão. Ele deve estar esperando eu morrer para fazer homenagem. Eu me sinto deixado de lado”, confessou o humorista ao jornal “O Globo”.

Longe da TV desde o fim do programa “Aventuras do Didi”, em 2013, o artista se manteve contratado da emissora para fazer filmes capitaneados pelo amigo Renato Aragão, 79. Além de se dedicar as filmagens, ele também estará no teatro na adaptação do musical infantil “Os Saltimbancos”, que estreia no segundo semestre no Rio de Janeiro.
Dedé ainda revelou que além de estar chateado por não aparecer na televisão, ele também se sente desvalorizado pelo cinema. “Além de atuar, dirigi e fiz o roteiro de alguns filmes dos Trapalhões e nunca fui valorizado no cinema. Nunca me chamaram para um prêmio de reconhecimento no Festival de Gramado, nem sequer para assistir”, afirmou.