Críticas fazem William Bonner se afastar das redes sociais

Cerca de 6 milhões e 200 mil tuiteiros estão se sentindo órfãos do ‘tio’. William Bonner deixou de postar no microblog em 19 de setembro, no auge do nervosismo da campanha presidencial. O apresentador e editor-chefe do Jornal Nacional faz parte da rede social desde junho de 2009. Neste período foram quase 10 mil mensagens postadas. De repente, o silêncio virtual.

No Instagram, onde possui mais de 700 mil seguidores, o jornalista rareou o compartilhamento de fotos. Em agosto foram 68. Reduziu para 17 em setembro. Apenas duas em outubro. Em novembro, até o início da manhã desta quinta-feira (20), não havia nenhuma.

O afastamento de Bonner das redes sociais se deu porque ele teria ficado chateado com a onda de críticas que recebeu na web no período eleitoral. No dia 26 de outubro, horas após o anúncio da reeleição de Dilma, ele entrou ao vivo pela GloboNews e foi muito xingado pelos petistas. De acordo com jornalistas que trabalham na Rede Globo, o afastamento é intencional. Segundo eles, Bonner quer se blindar de ataques gratuitos e não tem previsão de voltar a brincar com os fãs na web.

W_Bonner2

Foto: Divulgação