“CQC” estreia nova temporada e público sente falta de Marcelo Tas

Dan Stulbach fez sua estreia à frente do “CQC” nesta segunda-feira (9), na Band, ao lado de seus novos colegas de bancada Rafael Cortez e Marco Luque. Os três não empolgaram muito os internautas, mas seus respectivos nomes ficaram entre os assuntos mais comentados do Twitter.

Além dos três, outro nome que ficou entre os primeiros lugares foi do ex-comandante da “nave CQC”, Marcelo Tas, que deixou saudades entre os fãs depois de ficar sete anos no programa.

“Tô aqui na frente da TV fazendo um panelaço para Dan Stulbach sair da bancada do ‘CQC’ e Marcelo Tas voltar urgentemente”, dizia um comentário. “Top Five sem o Marcelo Tas é sem graça”, falou outro internauta. “O Dan Stulbach é um cara talentoso. Mas, pô, tá uma cópia nova do Marcelo Tas. Até a risada é a mesma. Mais identidade”, escreveu outro.

O episódio também marcou a volta de Rafael Cortez ao programa, que apresentou o seu tradicional CQTeste, quiz em que uma personalidade responde diversas perguntas dos mais variados temas.

Os pontos altos do programa foram dois: o Proteste Já, que mostrou a alta incidência de câncer na cidade de Paracatu, Minas Gerais, consequência da exploração de ouro feita por uma empresa canadense e o quadro humorístico comandado pelo repórter Maurício Meirelles, que ajudou o apresentador João Kléber a “xavecar” e marcar um encontro pelo aplicativo de paquera Tinder.

No Top Five da TV brasileira, o desmaio do apresentador gaúcho Farid Germano Filho ficou em segundo lugar.

Entre os que permaneceram no programa, Mauricio Meirelles e Lucas Salles fizeram matérias especiais no exterior e o programa exibiu um novo quadro chamado de “Amigo dos Políticos”, que chamou a atenção do público. A atração levou um ator que fingiu ser amigo dos deputados, em Brasília.

Apresentadores do "CQC" (Imagem: Divulgação/Band)

Apresentadores do “CQC” (Imagem: Divulgação/Band)