Copa do Mundo: Meme no mundo criança Brasileira chora de fome, com a bola em cima da mesa

Graffiti-Paulo-Ito-descontento-social-contra-el-Mundial-de-Brasil

A criança negra chora de fome antes de uma refeição onde há apenas uma bola de futebol: a imagem do grafite é a primeira grande Copa do Mundo no Brasil viral nas redes sociais. Foi pintado na parede de uma escola no bairro da Pompéia, no oeste de São Paulo pelo artista Paulo Ito, que tem 14 anos de renderização de imagens e cores nas ruas.

Ele diz que não esperava muito impacto de seu grafite, mas  vê como uma boa oportunidade para mostrar ao mundo os problemas deste país de mais de 200 milhões de habitantes e profundas desigualdades sociais. “Eu vejo isso como uma boa oportunidade para apresentar problemas para o resto do mundo e, quem sabe, virar a nossa classe política apático”, disse o artista ao jornal O Estado de São Paulo.

A criança está em um quarto de madeira, nu e sentado em uma mesa quase vazia com pintura da casca do tronco. Existe um copo e na placa, uma bola. O início deste mês pintados à imagem, viajou através das redes sociais foi compartilhada milhares de vezes, colhidos “gosta” e publicações como o The Huffington Post ou a revista Slate EUA, entre muitos outros, ajudou a espalhá-lo.

Com um custo estimado de 11 mil milhões para os cofres públicos brasileiros, o mundo tem estado no centro de protestos de rua em massa pedindo essas despesas e exigem melhorias sociais. No ano passado, os protestos eram enormes, com mais de um milhão de brasileiros na rua. Este ano, eles perderam a capacidade de chamar, mas às vezes ter sido mais radical e violento.

A pouco menos de três semanas antes da Copa do Mundo, no entanto, um clima de Brasil agitado protestos e greves com demonstrações de policiais, professores e motoristas de ônibus, entre outros.

São Paulo é a cidade mais rica do Brasil e vai sediar o jogo de abertura em 12 de junho. Road to Arena Corinthians, no lado leste da cidade, a 4 km de graffiti está sendo preparado como uma homenagem aos fãs e à ‘Seleção’.