Conheceremos vida alienígena em 20 anos confirma a Nasa.

aliens-ets_thumb-300x223

Existe vida inteligente fora da terra? Essa é uma pergunta que muitas pessoas fazem há séculos. Especialistas da NASA afirmam que “aproximadamente, 10% a 20% dos casos, há planetas do tamanho da Terra que orbitam estrelas e que se encontram na zona habitável”. Diante dessa afirmação, um cálculo foi elaborado por especialistas da agência espacial americana, que afirmam a existência de 100 milhões de planetas em nossa galáxia que poderiam abrigar alguma forma de vida inteligente.

Durante a última conferência na sede de Washington, representantes da NASA revelaram um plano para procurar vida extraterrestre com a ajuda da última tecnologia em telescópios. Caso estejam certos, é bem possível que dentro de duas décadas a humanidade descubra a existência de seres extraterrestres.

A previsão é que, em 2017, seja lançado o Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS), que vai trabalhar em conjunto com o telescópio espacial James Webb, a ser lançado um ano depois. Ambos vão atuar para descobrir se, em algum dos milhões de planetas potencialmente aptos para a vida inteligente, existe alguma impressão química que a comprove. “O que não sabíamos há cinco anos é que, em, aproximadamente, 10% a 20% dos casos, há planetas do tamanho da Terra que orbitam estrelas e que se encontram na zona habitável”, declarou Matt Mountain, um dos cientistas que preparam o lançamento do telescópio James Webb.
“Está no nosso alcance chegar a uma descoberta que vai mudar o mundo para sempre”. “Penso que, dentro de 20 anos, descobriremos que não estamos sozinhos no universo”, afirmou o astronauta Kevin Hand, que acredita que Europa, um dos satélites de Júpiter, pode abrigar vida.