“Como será?” 13/09/14: O papel dos pais na vida escolar dos filhos

Todos os sábados na Globo

Todos os sábados na Globo

Neste sábado (13), a equipe de reportagem do programa “Como Será?” foi até o Instituto Nacional de Biologia Estrutural e Bioimagem da Universidade Federal do Rio de Janeiro para mostrar o que os cientistas já descobriram em pesquisa sobre a cura para o ebola.

Apesar de o vírus não afetar diretamente a população brasileira, o estudo de sua estrutura ajuda no avanço de pesquisas que investigam outras doenças mais próximas à nossa realidade – como a febre amarela e a dengue.

O programa também exibe o quarto e último episódio da série realizada nos Emirados Árabes Unidos. Desta vez, a repórter Helena Lara Resende embarca em uma expedição pelo deserto de Dubai para desvendar o bioma da cidade. O espectador vai fazer parte de um verdadeiro safari para entender como as plantas e os animais típicos da região são capazes de sobreviver em um ambiente tão inóspito.

Para O tema é… pais na escola, Sandra Annenberg recebe Mozart Neves Ramos, especialista em educação e diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna . Ele vai discorrer sobre a importância de os pais participarem da vida escolar de seus filhos e responder a questões do público. Também no estúdio, a entrevista desta semana é com Reinaldo Pamponet, criador do It’s Noon, plataforma virtual de criação colaborativa que envolve milhares de jovens e paga por boas ideias.

O Expedição Terra destaca os biodigestores. Max Fercondini vai ao interior de Pernambuco e entra em contato com essa tecnologia que pode mudar as vidas das famílias no sertão ao transformar fezes de gado e porcos em gás de cozinha. Já Alexandre Henderson mostra que

Hoje é dia de… bicicleta – meio de transporte sustentável que pode ser capaz até de produzir energia solar. Ele vai explicar, ainda, por que as pessoas nunca esquecem como pedalar sobre duas rodas, acompanhar o trabalho de couriers e apresentar ao público os Bike Anjos – grupo de jovens que ensina crianças e adultos a andar de bicicleta.

O programa vai, ainda, conhecer o paulista criador de um projeto que usa o poder das redes para buscar soluções educacionais inovadoras. Outra reportagem aborda a multa moral, iniciativa contra o desrespeito às vagas de idosos e deficientes em estacionamentos.

Também no Como Será? , o Nós.doc abre espaço para a produção fotográfica de Luis Tadeu Vilani, que realiza um projeto sobre cadeirantes; Meu professor é o cara traz Gabriel, que dá aulas de Educação Física em Niterói; no Qual vai ser? , a estudante Hérica experimenta o dia a dia nas carreiras de Publicidade, Medicina e Relações Públicas; o carro do futuro é o assunto do Como será o amanhã? ; e o público continua enviando suas contribuições sobre “gentileza” ao quadro Missão Possível.

Divulgação: Rede Globo