Coluna Papo Sincero: A Band está desgastando o “MasterChef”

Diferente do que pode-se ver atualmente com o “X Factor Brasil”, a Band obtém um sucesso surpreendente a cada nova temporada do “MasterChef BR”. O Talent Show do Reino Unido que já foi produzido por dezenas de países, chegou à Band em 2014 e em audiência foi um sucesso, algo completamente inesperado na época.

O preço de um breve anúncio na atração apresentada por Ana Paula Padrão subiu significativamente e a emissora dos Saad começou a lucrar bastante com o reality culinário que é sucesso em todo o mundo. Em audiência, embora nunca tenha vencido a Globo em uma média geral de um episódio, o programa já demonstra desgaste.

Acontece que, na terceira temporada, exibida recentemente, o “MasterChef BR” registrou 7.8 pontos de média em sua final, cuja consagrou Leonardo Young como vencedor. Tal índice é inferior ao que a atração poderia registrar, visto que a repercussão foi enorme. O reality venceu o “Jornal da Globo”, no confronto direto, mas mesmo assim não conseguiu algo extraordinário, tampouco a liderança na média do episódio.

Para o canal dos Saad que é apenas a quarta maior emissora aberta brasileira, o “MasterChef” rende muitíssimo, e a audiência é mais do que satisfatória. No entanto, exibir a versão Júnior do programa com menos de dois meses após a segunda temporada ter sido encerrada, e agora exibir a versão Profissionais pouco depois da final da terceira temporada ter sido levada ao ar, parece ser uma decisão nada inteligente por parte da Band, que está cansando o público e em breve pode vir a sofrer as consequências desta saturação do “MasterChef BR” em sua grade de programação.

"MasterChef Profissionais" estreia em outubro (Foto: Reprodução/Band)

“MasterChef Profissionais” estreou em outubro (Foto: Reprodução/Band)