Clima de guerra exército toma conta de Pernambuco por causa da greve de PM

Clima de guerra no estado de Pernambuco

Clima de guerra no estado de Pernambuco

A ondas de boatos que se espalharam nas redes sociais se concretizou com cenas de vandalismo e saques em vários supermercados. No terceiro dia da greve da Polícia Militar e bombeiros no Estado, lojas, escolas e instituições públicas fecharam as portas. Empresas estão largando seus funcionários mais cedo. Os carros da Força Nacional de Segurança do Exército estão nas ruas na ação intitulada “Operação Pernambuco”.

Os veículos deixaram o quartel do Curado, na BR-232, em Jaboatão dos Guararapes, por volta das 10h30 desta quinta-feira (15). Os agentes foram designados para atuar em todo o Estado com foco na Região Metropolitana do Recife, onde há maior tensão.O ministro da Justiça José Eduardo Cardozo (PT) deve se reunir com o governador João Lyra Neto (PSB) ainda nesta quinta-feira (15). Os manifestantes já receberam o comunicado do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) sobre a ilegalidade da greve, iniciada desde a última terça-feira (13). De acordo com a diretoria de comunicação da Associação dos Praças de Pernambuco (Aspra-PE), ainda hoje haverá uma reunião para ser decidido os rumos da paralisação. “O aquartelamento continua”, garante o subtenente e diretor de comunicação da Aspra, Ricardo Lima.

Além de afirmar que mais de 80% dos policiais militares aderiram à paralisação, o soldado Joel Maurino, líder do movimento, afirmou que a categoria ainda aguarda uma resposta do Governo em relação ao reajuste salarial. Eles pedem um aumento no subsídio de 50% para patentes de soldados e sub-tenentes e de 30% para oficiais.

A remuneração de um soldado hoje é de R$ 1.900, mais gratificação de risco de morte no valor de R$ 500. Um coronel (maior patente) recebe cerca de R$ 10.500, mais gratificação no valor de R$ 3.700. Ou seja, a soma do salário com benefício dos soldados é menor do que o valor da gratificação de um coronel. Como a greve foi considerada ilegal, o secretário da Casa Civil, Luciano Vasquez, ressaltou: “O Governo do Estado não terá nenhum canal de negociação com os policiais militares.”

Saques e vandalismo – Nessa quarta-feira (14), o município de Abreu e Lima viveu momentos de caos: um protesto terminou em interdição da BR-101, ônibus queimado e saques a caminhões e lojas. Cenário de terra arrasada. Após o clima de guerra, a prefeitura da cidade, temendo novos roubos no município, decretou ponto facultativo para todos os trabalhadores. Moradores da cidade estão com medo de roubos também a residências.

Novos saques foram feitos na manhã desta quinta (15). Sem se intimidar, vândalos invadiram dois supermercados de Caetés III e roubaram vários produtos. Os saques são feitos por homens, mulheres, crianças e idosos. A situação está de um jeito que a população que realiza os saques, ao ver a reportagem do Jornal do Commercio, passou a jogar produtos como frutas e verduras na equipe. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada, mas com o efetivo pequeno, não teve como conter os roubos. Mesmo assim, quatro pessoas – sendo dois homens e duas mulheres – foram presas e autuadas em flagrante por furto qualificado e tipificação penal de saque, sendo levados para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, Colônia Penal Feminina, também de Abreu e Lima. Todas as lojas do centro comercial estão fechadas.

Novos saques foram feitos na manhã desta quinta (15). Sem se intimidar, vândalos invadiram dois supermercados de Caetés III e roubaram vários produtos. Os saques são feitos por homens, mulheres, crianças e idosos. A situação está de um jeito que a população que realiza os saques, ao ver a reportagem do Jornal do Comercio, passou a jogar produtos como frutas e verduras na equipe.

No bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, também RMR, os comerciantes foram surpreendidos com pelo menos dois arrastões na manhã desta quinta-feira. No primeiro, por volta das 10h, um grupo com cerca de cinco pessoas foi visto correndo pelas ruas do bairro carregando eletro eletrônicos. Além disso, outras pessoas promoveram algazarras, assustando a população. Já por volta do meio-dia um novo arrastão foi resgistrado pela Delegacia de Polícia Civil da cidade. Os comerciantes informaram que vão permancer com as portas fechadas.

No bairro do Arruda, Zona Norte do Recife, uma equipe de reportagem do Portal NE10 foi alvo de vândalos. Os vidros do carro foram atingidos por uma pedra jogada por um grupo que saqueava um caminhão de água mineral, na tarde de hoje. Crianças foram flagradas saqueando um caminhão de água mineral.

Um homem foi baleado em plena Avenida Domingos Ferreira, altura do Pina, Zona Sul do Recife, na tarde de hoje. A vítima correu em direção à Favela do Bode, uma das mais perigosas da capital, e, já sem vida, teve o corpo levado por moradores da localidade de volta para a avenida. Na Avenida Agamenon Magalhães, princial corredor viário do Recife, um caminhão da Ambev carregado de cerveja foi saqueado. O motorista do veículo foi atingido por uma pedra e levado em estado grave para um hospital particular. De acordo com informações de funcionários da empresa, foram várias tentativas de assalto por onde o caminhão passava. Ao chegar na Agamenon, ele foi atingido por um pedra e um grupo saqueou a carga.

Escolas,universidades e comercio  fechados – Escolas particulares e universidades cancelaram o expediente nesta quinta-feira. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e o Instituto de Federação de Educação de Pernambuco (IFPE) suspenderam todas as aulas do turno noturno enquanto durar a paralisação dos policiais militares. A medida é preventiva e busca garantir a segurança de alunos e professores.

Todos os centros de compras do Grande Recife encerraram as atividades mais cedo.