Cláudia Raia finalmente emplaca como vilã na novela “Alto Astral”

Cláudia fez corte igual ao da Ana Maria Braga (Foto: Divulgação)

Cláudia fez corte igual ao da Ana Maria Braga (Foto: Divulgação)

Cláudia Raia finalmente está emplacando uma vilã em uma novela da Globo. Intérprete da personagem Samantha em “Alto Astral”, ela está roubando a cena desde o primeiro capítulo, fazendo com que a vidente charlatã entre para o rol das suas melhores personagens.

Como aponta o colunista Raphael Scire, ela não é uma vilã que mete medo, mas é uma trambiqueira que faz rir. Cláudia sabe como poucas divertir o público e não é como o antagonista da trama, o Thiago Lacerda (Marcos), que carrega tintas mais fortes de vilania e maldade.

A loira tem o timing certo da comédia e um humor físico inigualável, com trejeitos e jogadas de corpo que engrandecem a sua composição Apesar de ainda estar distante da Tancinha de “Sassaricando” (1987) ou da Jaqueline de “Ti Ti Ti” (2010), ela parece bem confortável no papel.

A personagem também afasta a ideia de que Claudia não combina com a vilania. Três megeras da sua carreira, Angela de “Torre de Babel” (1998), a Ágata de “Sete Pecados” (2007) e Lívia Marini de “Salve Jorge” (2012), não emplacaram, sendo alvo de críticas do público.

A fala mole, as mãos estabanadas e o figurino esvoaçante mostram que a atriz acertou na composição de Samantha. Os recursos gráficos combinam com o exagero da vilã e a dobradinha com Pepito (Conrado Caputto), seu fiel escudeiro e capanga, está impecável.

Cheia de si, a vidente sonha até em ser atriz de novela e chegou a fazer uma cena em que ela elenca todas as personagens que poderia viver na ficção, de Ninon, de Roque Santeiro (1985), a Lívia Marini, todas interpretadas por Claudia, que relembrou sua própria carreira.

A personagem ainda tem uma rixa particular com a apresentadora Ana Maria Braga e quer aparecer no programa matinal. Até o corte de cabelo da personagem vai mudar, inspirado no visual da apresentadora. Inicialmente, quem ficaria com o papel seria Monica Iozzi.

Alto Astral começou morna, mas vem sendo temperada com humor e Claudia Raia contribui para isso, como uma peça chave. Agora é esperar que a novela mantenha esse ritmo, com inserção gradual de risadas, ingrediente primordial do horário das sete.