Claudia Leite cobra R$ 700 mil para se apresenta no Réveillon em Salvador

Claudia Leitte cobrou cerca de R$ 700 mil para animar o Ano Novo da Praia São Tomé de Paripe, em Salvador. O cachê, segundo a coluna Retratos da Vida, foi R$ 200 mil mais caro do que Anitta conseguiu para cantar no Réveillon do Rio de Janeiro, mas acabou não conseguindo fechar contrato.

Com o cachê e o nome em evidência, Claudia Leitte, que também será Rainha da Bateria da Mocidade no Carnaval 2015, vai aumentando seu cofrinho e sua projeção, tanto é que o próximo passo é lançar sua carreira internacional.

E para se estabilizar no exterior, a cantora acaba de comprar uma mansão em Miami, na Flórida, para servir de base nos Estados Unidos. A ideia de Claudia é se mudar para lá com toda a família, gravar um CD em inglês e fazer uma turnê internacional.

Quem está por trás disso é a empresa gerenciada pelo marido de Beyoncé, o rapper Jay-Z.

Há cerca de um ano Claudia Leitte assinou contrato com a Roc Nation para tentar levar seu nome para outras partes do mundo. O primeiro passo foi uma parceria com o rapper Big Sean numa versão de Matimba, sua atual música de trabalho.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Além disso, em junho do ano passado, a cantora foi escolhida para cantar junto com Jennifer Lopez e com o rapper PitBull a música tema da Copa do Mundo.

Na época da Copa, Cláudia revelou durante entrevista à Tribuna da Bahia que o fato de ter assinado contrato com a empresa de Jay-Z fazia parte da estratégia da carreira internacional.

“A princípio, eles gerenciam minha carreira aqui no Brasil, mas a partir do ano que vem (este ano), eles vão gerenciar a minha carreira, cuidar dos contratos para shows no exterior. O foco na carreira internacional acontece há um ano”, contou a cantora.

Claudia também revelou que junto com a carreira internacional estavam surgindo amizades com grandes celebridades que poderiam, inclusive, se tornar parcerias musicais.

“Veio a calhar de conhecer a Demi Lovato, a gente se curtiu. A Rihanna veio pra cá na Copa, porque coloquei pilhona mesmo. Ela é uma menina doce, meiga, com alma brasileira, pé no chão, muito simples. A gente conversa muito sobre fazer parceria. Não é obrigação de fazer uma parceria com alguém ou de ficar mais famoso, é tudo muito natural, muito igual e é de relação mesmo”, expliexplicou.

O cachê da cantora superou em R$ 200 mil exigido pela cantora anittaanitta para virada do ano no Rio de Janeiro.