Cissa Guimarães fala sobre soltura dos envolvidos da morte do filho: “Sabia que poderia acontecer”

Nesta última quarta-feira (28), a Justiça do Rio concedeu habeas corpus aos condenados pela morte de Rafael Mascarenhas, filho da atriz e apresentadora Cissa Guimarães. Os advogados entraram com pedido na terça (27), sendo aceito ontem.

Na última segunda (26), durante o “Mais Você”, Cissa havia comemorado a decisão. “Vitória de todos nós, da sociedade. É uma conquista. Quero agradecer a todos que apoiaram a gente nesses quatro anos e meio. Não posso dizer que estou feliz, mas estou aliviada e muito esperançosa. Acho que a sentença vale para todos nós, no sentido da reflexão. Não existe uma educação de um pai que acoberta o crime de um filho. Isso não é amor, gente. Você não pode ter um descaso por uma vida humana. Eles quebraram a minha família. Mesmo com a minha maior dor do mundo, me sinto feliz como cidadã. E peço que isso nunca mais aconteça e falo em nome de todas as mães para que a gente possa ver os nossos filhos saindo de casa sabendo que eles vão voltar.”, afirmou.

Porém, o acusado teve sua prisão revogada nesta quarta-feira, pelo Tribunal de Justiça do Rio. Ele estava preso desde o dia 23, quando foi condenado a 12 anos e nove meses de prisão, sendo sete em regime fechado e o restante no semiaberto. A determinação não surpreendeu a apresentadora.

“Eu já estava preparada para isso. É um direito que eles têm e eu sabia que poderia acontecer. Mas não deixo de confiar na Justiça e tenho certeza que ela vai ser feita”, afirmou Cissa, em entrevista ao jornal carioca Extra.

Rafael Mascarenhas morreu de forma trágica no dia 20 de julho de 2010, aos 18 anos. Ele andava de skate no Túnel Acústico, na zona sul do Rio de Janeiro, que estava interditado para manutenção, e foi atropelado brutalmente.

Ele foi levado para o hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos. Rafael chegou com politraumatismos na cabeça, tórax, abdômen e membros e chegou a ser operado por mais de cinco horas, mas morreu aproximadamente às 8h de uma terça-feira.

cissa-guimaraes