“Canal Livre” da Band entrevista Felipão e não pergunta sobre acusação de sonegação

Felipão foi o entrevistado do Canal Livre da Band

Felipão foi o entrevistado do Canal Livre da Band

“Canal Livre”, da Band teve como atração Luiz Felipe Scolari, na noite deste domingo (ou madrugada de segunda, já que foi ao ar após a meia-noite), mas estranhamente os entrevistadores do programa não tocaram num assunto delicado, porém pertinente: a notícia de terça-feira, 13, de que Felipão seria alvo de investigação em Portugal por sonegação de impostos. A entrevista, que também contou com o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin, foi gravada na última sexta-feira, depois da notícia estourar nos meios de comunicação no mundo todo.

Óbvio que o treinador é inocente até que se prove o contrário, como qualquer pessoa, e ele já até deu declaração garantindo ter feito direitinho as suas declarações e alegando que, se tiver erro, não é dele. No entanto, sendo ele o sabatinado principal do programa, ser questionado sobre o assunto era obrigatório. Ao menos, o bom jornalismo indicaria isso. Pois isso não aconteceu. A atração, que, até prove o contrário, é um programa jornalístico, silenciou-se sobre essa notícia da semana envolvendo o técnico de futebol e é natural que quem tenha assistido estranhe. O blog achou esquisito.

Vale lembrar que o ex-jogador comentarista Neto xingou a Seleção Brasileira ao vivo durante o programa “Os Donos da Bola”, poucos dias antes do início da Copa das Confederações. “É lógico. Vai tomar no c.. , seleção. Falar do Palmeiras, velho”, deixou escapar em áudio vazado no dia 12 junho.
Ao tomar conhecimento da fala, a CBF emitiu nota repudiando a atitude do ex-jogador comentarista que, dois depois, pediu desculpas no ar, mas, segundo consta, a relação entre Band e entidade ficou abalada desde então.

Coincidência ou não, o “Canal Livre” deste domingo (repito: gravado na sexta, três dias depois da notícia sobre acusação de sonegação) teve a presença do cartola da entidade, José Maria Marin, e acabou se “esquecendo” de fazer uma pergunta dura, atual e pertinente ao técnico que, por acaso, atualmente trabalha para a Seleção da CBF, de Marin, a mesma que foi xingada por Neto e causou o mal-estar político.