Brasileiros conquistam título na categoria duplas juvenis em Wimbledon

Os tenistas brasileiros Marcelo Zormann e Orlando Luz, atletas patrocinados CBT/Correios, conquistaram neste domingo o título de duplas na chave juvenil de Wimbledon, Grand Slam disputado na grama e mais tradicional torneio do tênis mundial.
Zormann e Luz derrotaram na final a dupla formada pelo americano Stefan Kozlov e o russo Andrey Rublev por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 8/6, em 2h02min de partida. Os brasileiros foram acompanhados no torneio pelo técnico Eduardo Frick, do Instituto Gaúcho de Tênis.
A última vez que o Brasil teve um título de Grand Slam juvenil havia sido com o alagoano Tiago Fernandes no Australian Open 2010. Nas duplas o último a conquistar um Major foi Gustavo Kuerten, que venceu Roland Garros em 1994 ao lado do equatoriano Nicolas Lapentti.
Em toda a história de Wimbledon, apenas três tenistas brasileiros disputaram finais juvenis em simples ou duplas. Ivo Ribeiro foi vice-campeão de simples em 1957 ao perder para o britânico Jim Tattershal e Ronald Barnes também ficou com o vice em simples no ano de 1959, quando perdeu para o soviético Toomas Lejus. Em 1994, Ricardo Schlachter foi vice-campeão de duplas com o eslovaco Vladimir Platenik ao perder a final para os australianos Ben Ellwood e Mark Philippoussis.
Paulista da cidade de Lins, Marcelo Zormann tem 18 anos e disputa sua última temporada juvenil. Orlando Luz é gaúcho da cidade de Carazinho e jogou apenas o seu segundo Grand Slam aos 16 anos. Eles disputam em agosto os Jogos Olímpicos da Juventude representando o Brasil junto à paulista Luisa Stefani e serão acompanhados do técnico Luiz Peniza.
O título em Wimbledon é o primeiro do Brasil desde 1966, quando Maria Esther Bueno foi campeã de duplas. No ano passado os mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo chegaram foram vice-campeões. Melo perdeu ao lado do croata Ivan Dodig para os irmãos Bob e Mike Bryan na final de duplas masculinas, e Soares foi superado ao lado da americana Lisa Raymond pelo canadense Daniel Nestor e a francesa Kristina Mladenovic nas duplas mistas.
A conquista do Grand Slam aumenta os feitos dos juvenis brasileiros na temporada que teve o fim do tabu do Banana Bowl com título de Orlando Luz em final de simples contra o mineiro João Menezes, seu parceiro na conquista das duplas, além do Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre, também vencido por Luz. Zormann venceu o Campeonato Sul-Americano Individual Juvenil na Bolívia e foi vice-campeão de um Future em Mont-De-Marsan, na França.
Antes de Wimbledon, o Brasil também teve Luz nas semifinais e Zormann nas quartas de final de simples em Roland Garros, além da dupla formada por Luz e Menezes também ter alcançado a semifinal, assim como Luisa Stefani e sua parceira mexicana Renata Zarazua.
Na história dos torneios de Grand Slam o Brasil tem 19 títulos com Maria Esther Bueno, quatro com Gustavo Kuerten (um juvenil), um com Bruno Soares, um com Thomaz Koch e um com Tiago Fernandes, além do conquistado neste domingo por Orlando Luz e Marcelo Zormann, os três últimos no juvenil.