“Boogie Oogie” tem problemas em Goiânia

História que se passa no fim dos anos 1970 é a situação mais delicada entre as novelas inéditas.

História que se passa no fim dos anos 1970 é a situação mais delicada entre as novelas inéditas.

Desde seus primeiros capítulos a trama assinada por Rui Vilhena e Joana Jorge tem acrescido os números em relação ao desempenho de sua antecessora “Meu Pedacinho de Chão” (2014), a única cidade que foge a regra é a capital do estado de Goiás.

Durante o mês de agosto, a história de amor entre Rafael (Marco Pigossi) e Sandra (Ìsis Valverde)  acumulou apenas 12 pontos de média, contra 16 pontos de sua antecessora. Ao que consta nos dados consolidados, este é o pior desempenho dentre todos os folhetins já exibidos na faixa das seis.

 

*Cada ponto equivale a 7 mil domicilíos na capital de Goiás, estes dados servem de base para o mercado públicitário, apontando o desempenho de cada produto.