Band cria revolta após realizar demissões em filial do grupo

Deixaram baixar um pouco mais a poeira e as más notícias que flertavam o canal, para agora focar na crise novamente. De acordo com o NT, a Band não parou a enxurrada de demissões, que agora chegaram em sua filial do estado de Minas Gerais.

A informação completa que a emissora própria do grupo, a Band Minas saiu demitindo trinta profissionais, entre a listagem, repórteres, editores-chefes, editores de imagem, auxiliares e cinegrafistas. Porém as demissões não foram digeridas bem por os funcionários, que não foram avisados de negociação e sim que simplesmente não estariam mais no quadro de contratados.

A falta de explicação levou a ser criado até um grupo de WhatsApp com todos os demitidos para negociar um possível processo judicial para tentar punir a emissora do ato desrespeitoso. O Sinjor-MG (Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais) enviou nota de repúdio: “Não fossem os motivos acima mencionados, observa-se, ainda, que a empresa denunciada violou o direito à informação, pois deveria ter efetuado negociação coletiva com os sindicatos profissionais. Em se tratando de dispensa coletiva de trabalhadores, sem prévia negociação, há clara ocorrência de violação ao princípio da interveniência sindical na negociação coletiva, que pressupõe a atuação do sindicato em toda e qualquer discussão que envolva uma pluralidade de trabalhadores“.

O caso está sendo apurado pelo MPT que recebeu a denúncia. (Imagem: Reprodução/Band)

O caso está sendo apurado pelo MPT que recebeu a denúncia.
(Imagem: Reprodução/Band)