Após quebra de contrato, Roberto Carlos processa Friboi

roberto_carlos_friboi01

Foto: Divulgação

O cantor Roberto Carlos entrou com uma ação na Justiça contra o grupo JBS, dono da marca Friboi, exigindo o pagamento de uma multa milionária depois que a empresa rompeu um contrato publicitário de R$ 25,5 milhões, amplamente divulgado em fevereiro deste ano.

No processo, os advogados do artista pedem que a JBS pague R$ 7,2 milhões pelo rompimento, mas a empresa afirmou que só aceita pagar uma indenização de R$ 3,2 milhões.

O artista tentou manter o processo em segredo de Justiça, mas a 38ª Vara Cível de São Paulo negou o sigilo e tornou a disputa pública, alegando não haver justificativa legal para isso.

A defesa do cantor também acusa o JBS de continuar utilizando as obras “lítero-musicais, fonogramas e gravações de voz em suas campanhas publicitárias” de forma irregular. Os advogados alegam que o uso deveria ter sido cessado após o fim do contrato.

Outras cinco empresas (Natureza, RDC Eventos, Amigo Produções, Atlântico Promoções e DC Set Shows) teriam também direito de receber parte da multa pois estariam ligadas ao cantor. Um contrato firmado no exterior, com as empresas JBS USA Holdings, INC e Chaterella Investors Limited, também foi rompido, mas a empresa alegou que só pagaria uma eventual multa fora do país.

A empresa e a assessoria do cantor não se manifestaram sobre o caso.