Andressa Urach fala sobre o rebaixamento da escola de samba Leandro de Itaquera

Revoltada pelo rebaixamento da escola de samba Leandro de Itaquera onde foi rainha de bateria Andressa Urach, disse que foi injusto o rebaixamento por que foram prejudicados pela forte chuva que teve até granizo na última sexta-feira (28).

“Meu coração é da Leandro e estou bastante triste. Não achei justo o rebaixamento porque enfrentamos muitos problemas durante o desfile. Por causa do peso do costeiro molhado, minhas costas estão machucadas, além disso, por conta da água e das poças, meu salto quebrou no finalzinho e segui sambando com a ponta do pé. Chovia granizo. Era difícil até abrir os olhos” , disse Andressa.

“A comunidade se esforçou muito para chegar lá” , acrescentou. “Algumas outras escolas não mereciam seguir no Grupo Especial, nós sim. ” Para Andressa, a temática da Copa não representou um possível pé frio. “O samba era alegre, o problema foi a chuva mesmo. E a Copa está aí. Temos grandes chances de conquistar o título e vamos torcer por isso.”

A escola teve como enredo a Copa do Mundo e terminou o desfile em 58 minutos. No piso molhado, as passistas tiveram que se equilibrar em cima de saltos e sambaram em poças d’água.