“Alto Astral” levanta audiência da Globo

Elevou os números de suas antecessoras de forma considerável.

Elevou os números de suas antecessoras de forma considerável.

Todas as atenções estão voltadas para a novela de Daniel Ortiz, pelo menos enquanto o próximo folhetim não entra no ar e por consequência torna-se pauta obrigatória nas reuniões que são formatadas para discutir a dramaturgia global de acordo com uma visão mais ampla.

Comparada com as antigas ocupantes da faixa, folhetim que tem forte apelo humorístico conseguiu alavancar os números, passando de 18 pontos de média geral com “Geração Brasil” (2014) para expressivos 22.28 pontos de média decimal com a produção que teve como base o texto da dramaturga já falecida Andrea Maltarolli.

Próximas produções devem seguir a tendência de alta e pelo menos igualar o desempenho apenas satisfatório de “Sangue Bom” (2013), última novela que realmente funcionou depois do fenômeno de “Cheias de Charme” (2012).