Afastada da TV desde 2001, Myrian Rios revela: “não faria uma personagem lésbica”

Myrian Rios, que está afastada da TV desde 2001 quando atuou em “O Clone, de Glória Perez, contou que retomar a carreira de atriz após se dedicar a política.

Em entrevista ao portal Terra, ela contou que  ficou bastante decepcionada com a política. “Experimentei e descobri nesses últimos quatro anos que a política é cruel. Eu pretendo retomar a minha carreira de atriz”, disse Myrian que estreou na telinha aos 16 anos, em ‘Feijão e o Sonho’.

Voltando a falar de TV, a veterana confessou que não faria uma lésbica em novelas. “Há 40 anos eu sempre escolhi o personagem que eu vou fazer. Não só hoje, mas antigamente, quando havia um momento mais picante com o meu personagem eu me reunia com a direção e com o autor e pedia para dialogar sobre os personagens. Sempre fiz isso. Não é porque é um casal de lésbicas ou uma prostituta ou uma freira. Independe do personagem eu sempre conversei com os autores com relação ao meu personagem”, declarou.

Vale lembrar que a atriz, em 2011,  comparou a homossexualidade com a pedofilia em plena tribuna na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Ela chegou a citar um episódio do programa ‘Você Decide”, em 1992, onde contracenou com Giovanna Antonelli. “Nós precisávamos estar mais ou menos sensuais em cena. E nós não queríamos estar. Nem eu e nem ela. Nós pedimos pra ele: ‘Fábio Barreto, dá pra melhorar a situação?’ E ele deu uma declaração nO Globo, no Segundo Caderno, dizendo que era muito difícil trabalhar com a Myrian Rios e que é melhor trabalhar com a Vera Fischer. Quer dizer, to testemunhando que é mesmo!!”, relembrou.

(Foto:Divulgação)

(Foto:Divulgação)